Cuide dos seus olhos

Onde se fixam os seus olhos quando você está conectado? O acesso à internet no Brasil é cada vez maior – somos 67,5 milhões de internautas segundo levantamento do Ibope/Nielsen em dezembro de 2009 e as estatísticas apontam que  o Brasil é o 5º país com o maior número de conexões à internet , além de estar na liderança mundial em questão de tempo médio de navegação, conforme vimos no post anterior. Os dados internacionais apontam  também que 25% de todas as pesquisas realizadas nos mecanismos de busca estão relacionadas a pornografia e 35% do tráfego da rede também.

Segundo as pesquisas, 20% dos homens admitem ver pornografia no trabalho e 34% dos internautas já foram expostos involuntariamente a pornografia [Dados de ToTenReview]. O  veneno da pornografia não perdoa nem mesmo aqueles que estão no ministério.

“Na maioria das casas ou escritórios há uma cobra venenosa escondida, pronta para dar o bote num momento de descuido. A pornografia on-line faz suas presas enquanto alguns flertam inconsequentemente com ela.” Professor e pastor dedicado à exposição bíblica e ministério com famílias, David Merkh adverte para o perigo a que todos estão expostos e mostra alguns dados recentes de entrevistas com um grupo de pastores dos quais 57% afirmaram que o maior problema enfrentado na sua igreja é a pornografia, enquanto 36% confessaram que haviam acessado pornografia em seus computadores pessoais recentemente. Sem dúvida, a Internet pode ser uma dádiva preciosa para o ministério. Ela pode ser também uma ameaça venenosa que sorrateiramente faz suas vítimas. A mensagem A Cobra da Internet , de David Merkh, alerta para o uso sábio da internet, fruto de um coração submisso a Deus, e também oferece várias sugestões para prevenir e lidar com o problema da pornografia on-line. Vale a pena ouvir e colocar em prática.

Nos recursos sobre Pureza Sexual você encontra mais artigos, áudios e vídeos de vários autores que orientam a respeito de como honrar a Deus nesta área e ajudar biblicamente as pessoas que lutam com a pornografia.

A pornografia é vista tradicionalmente como um problema comum aos homens e não às mulheres. As pesquisas, no entanto, atribuem a mulheres 28% das visitas a sites pornográficos.  Debi Pryde, no artigo A light in the darkness: women enslaved to sensuality/pornography (ver arquivo), trata o assunto de maneira realista, oferece orientação bíblica e também a esperança bíblica.

Faça bom uso da internet! Ela pode ter veneno mortífero, mas também conteúdo precioso para o crescimento cristão e o ministério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s