Comunicação interpessoal: versículos selecionados


As palavras do sábio…

— Aconselham
Pv 27.9 – Como o óleo e o perfume alegram o coração, assim, o amigo encontra doçura no conselho cordial.

Agradam
Pv 10.32 – Os lábios do justo sabem o que agrada, mas a boca dos perversos, somente o mal.
Pv 15.26 – Abomináveis são para o SENHOR os desígnios do mau, mas as palavras bondosas lhe são aprazíveis.
Pv 16.13 – Os lábios justos são o contentamento do rei, e ele ama o que fala coisas retas.
Pv 22.11 – O que ama a pureza do coração e é grácil no falar terá por amigo o rei.

Alegram
Pv 12.22 – Os lábios mentirosos são abomináveis ao SENHOR, mas os que agem fielmente são o seu prazer.
Pv 12.25 – A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra.
Pv 23.15, 16 – Filho meu, se o teu coração for sábio, alegrar-se-á também o meu; exultará o meu íntimo, quando os teus lábios falarem coisas retas.

Curam
Pv 12.18.b – Alguém há cuja tagarelice é como pontas de espada, mas a língua dos sábios é medicina.
Pv 16.24 – Palavras agradáveis são como favo de mel: doces para a alma e medicina para o corpo.

Falam a verdade
Pv 12.17 – O que diz a verdade manifesta a justiça, mas a testemunha falsa, a fraude.

Fortalecem
Pv 15.30 – O olhar de amigo alegra ao coração; as boas-novas fortalecem até os ossos.

Ensinam, edificam
Pv 13.14 – O ensino do sábio é fonte de vida, para que se evitem os laços da morte.
Pv 15.2 – A língua dos sábios adorna o conhecimento, mas a boca dos insensatos derrama a estultícia.
Pv 15.7 – A língua dos sábios derrama o conhecimento, mas o coração dos insensatos não procede assim.

Libertam do mal
Pv 12.6 – As palavras dos perversos são emboscadas para derramar sangue, mas a boca dos retos livra homens.
Pv 14.25 – A testemunha verdadeira livra almas, mas o que se desboca em mentiras é enganador.

Permanecem
Pv 12.19 – O lábio veraz permanece para sempre, mas a língua mentirosa, apenas um momento.

Persuadem
Pv 16.23 – O coração do sábio é mestre de sua boca e aumenta a persuasão nos seus lábios.
Pv 25.15 – A longanimidade persuade o príncipe, e a língua branda esmaga ossos.

Promovem a paz
Pv 12.20 – Há fraude no coração dos que maquinam mal, mas alegria têm os que aconselham a paz.
Pv 15.1 – A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.

Repreendem
Pv 25.12 – Como pendentes e joias de ouro puro, assim é o sábio repreensor para o ouvido atento.

Respondem adequadamente
Pv 15.23 – O homem se alegra em dar resposta adequada, e a palavra, a seu tempo, quão boa é!

Vivificam
Pv 10.11 – A boca do justo é manancial de vida, mas na boca dos perversos mora a violência.

São o fruto do coração sábio
Pv 16.23 – O coração do sábio é mestre de sua boca e aumenta a persuasão nos seus lábios.