5 sinais do seu vício em redes sociais

Kristen Clark

Meu despertador para de tocar. Esfrego meus olhos, que não estão querendo acordar, viro-me na cama e alcanço a mesa de cabeceira ainda com a luz apagada. Deve estar aqui em algum lugar… ah, achei. Pego meu celular e o desconecto do carregador que tem um cabo curto demais. A luz forte que vem do celular quase cega os meus olhos, mas eu estou decidida. Devo… olhar… as minhas… redes sociais. Ainda sonolenta, começo a olhar as últimas postagens e os comentários. Como um robô programado, essa rotina se repete a cada manhã.

Isso lhe soa familiar?  Eu me envergonho ao dizer que essa cena lamentável poderia se repetir na maioria das minhas manhãs. Verificar as redes sociais em primeiro lugar tornou-se um hábito contra o qual estou constantemente lutando. Eu não quero que meu celular ocupe meu primeiro pensamento de cada manhã.

Não quero ser “obcecada” pelas redes sociais.

Quero que Deus ocupe o primeiro momento do meu dia. Quero que a oração e a quietude com Deus venham em primeiro lugar a cada manhã. Esse tempo a sós com Deus não pode ser substituído por outras coisas. A vida é uma loucura, e todas nós precisamos desses momentos de encontro matinal com Ele.  Precisamos colocar em pratica o que Salmos 46.10 nos diz: “Aquietem-se e saibam que eu sou Deus”.

Assim como eu, talvez você precise reavaliar os seus hábitos com respeito às redes sociais. Qual é a primeira coisa que você faz ao acordar? O que você faz nos “momentos” vagos do seu dia? Para ajudá-la a descobrir se você, como eu, está deixando com que as redes sociais se tornem ídolos na sua vida, avalie esses cinco sinais

-1- Você checa as redes sociais todos os dias ao acordar.
Você acorda de uma boa noite de sono. Mais um dia maravilhoso! Antes mesmo de sair da cama, você olha para a mesa de cabeceira e o seu alongamento matinal consiste em alcançar o celular que está carregado, pronto para o uso. Sem nem mesmo pensar, você desbloqueia a tela e começa a navegar nas redes sociais. Você se atualiza sobre tudo o que perdeu desde a hora que foi dormir na noite anterior. Você visualiza todas as fotos até que finalmente… pode começar o seu dia.

-2- Você navega nas redes sociais em todos os momentos “vagos”.
Mais ou menos uma hora depois de acordar, você sente novamente aquela compulsão que a leva de volta às redes sociais. Passaram 60 minutos desde a última vez que você olhou… e muita coisa deve ter acontecido. Você navega pelas fotos e atualizações em todos os seus momentos vagos durante o dia. Você odeia a possibilidade de ficar por fora de alguma coisa que esteja acontecendo. Quer você esteja parada no semáforo, quer esteja no intervalo entre as suas aulas, indo a pé para algum lugar ou sentada na lanchonete, você está navegando nas redes sociais.

-3- Você posta várias fotos durante o dia, e muitas delas são selfies.
“O que acham do meu novo corte de cabelo?” “Indo para a academia!” “ No Starbucks… amo o Café Latte!” “Triste por ser segunda-feira” “Lembrança de…” “Selfie da sexta-feira” “Rostinho atrevido do sábado”, e por aí vai. Postar selfies todos o dia é o seu passatempo favorito. Claro que não há nada de errado em postar uma foto sua de vez em quando. Estou falando em postar selfies continuamente. Quando o seu Instagram se torna um portfólio da sua pessoa, esse é um sinal de que você está um tanto obcecada com você mesma.

-4- Você posta uma foto. Em seguida, você checa o seu celular a cada três minutos para ver quantas ´´curtidas´´ você já conseguiu.
Você tira aquela selfie perfeita, escolhe o filtro que faz com que seu rosto fique aparentemente sem defeito algum, adiciona uma legenda e algumas hashtags engraçadas. A partir desse momento, você espera. Espera, e verifica o celular para ver quantas curtidas já ganhou. Verifica de novo, e espera. As curtidas começam a chegar. Você começa a ficar sorridente. Aquele amigo mais popular curte a sua foto. Você fica mais sorridente ainda. Você continua a contar as curtidas até a sua foto deixar de ser novidade para os seus seguidores. Você anota mentalmente a quantidade de curtidas que recebeu e espera conseguir ainda mais da próxima vez.

-5- Se você ficar muito tempo sem conseguir acessar as redes sociais, você se sente totalmente ´´desconectada´´.
Você está viajando e perde o sinal da internet. Você está em aula e não pode usar o celular. Você esqueceu acidentalmente o celular em casa e fica o dia inteiro longe dele. Você está em um avião sem acesso nenhum à internet. Você não consegue acessar nenhuma das redes sociais. Você se sente como se estivesse perdendo algo, como se estivesse “desconectada”. O que está acontecendo no mundo enquanto você não está conectada? Você começa a ficar ansiosa.  Você conta os minutos até conseguir novamente acesso ao seu Instagram.

Como foi a sua avaliação?
Como você se viu nesses cinco sinais? Você conseguiu se identificar com algum deles? Se sim, estou certa de que você se perguntou como que eu consegui ler a sua mente. A verdade é que você achou que eu li a sua mente, mas o que eu fiz foi ler a minha mente! Eu mesma batalho todos os dias contra esses cinco sinais.

A tecnologia é uma ótima ferramenta, mas ela pode se tornar uma armadilha se nós não tomarmos cuidado. O que começa como uma troca de fotos divertida pode se tornar uma perda de tempo e um incentivo para o seu orgulho.

Se você está deixando que as redes sociais assumam o lugar de ídolos na sua vida, tenho duas dicas úteis para você. Essas dicas me ajudaram a lidar com o domínio próprio na área das redes sociais.

-1- Verifique o “fator orgulho”.
As redes sociais são um lugar extremamente tentador para que o orgulho floresça. Faça a si mesma algumas perguntas de “Por quê?”. Por que você posta tantas selfies? Por que você quer receber mais curtidas? Por que você sente inveja de pessoas que têm mais seguidores que você? Para a maioria de nós, o problema está ligado ao orgulho. Nós baseamos a nossa identidade naquilo que outras pessoas pensam de nós, na quantidade de curtidas que recebemos dos nossos “amigos”.

A melhor maneira para vencer esse problema é reconhecer que o nosso coração é pecaminoso e que devemos confessar a Deus os nossos pecados. Nós nunca nos sentiremos totalmente seguras e satisfeitas se não focarmos em agradar a Deus e viver para a Sua glória. Nunca pararemos de buscar o nosso valor em outras pessoas até que busquemos nossa identidade em Cristo.

-2- Estabeleça limites.
Quando você quer perder peso, você faz uma dieta. Quando você quer ficar mais em forma, você começa a se exercitar. Quando você quer ser aprovada em uma prova difícil, você estuda. Quando você quer se controlar nas redes sociais, você precisa estabelecer alguns limites.

O tempo é precioso. A sua juventude não durará para sempre. Não a desperdice! Não perca horas e horas nas redes sociais. Eu já fiz isso e posso dizer que não vale a pena.

A melhor maneira para manter sob controle seus hábitos nas redes sociais é estabelecer limites firmes para você mesma. Minha irmã lutava com perder muito tempo no Instagram e, por isso, ela estabeleceu um limite pessoal bem firme: ela se comprometeu com entrar no Instagram apenas duas vezes ao dia. Nada além disso. Talvez menos que isso. No começo, foi muito difícil para ela. Agora é fácil. Ela quebrou o mau hábito e agora usa o tempo com coisas mais produtivas e proveitosas.

Estabeleça limites para você mesma.

Sua vez!
— Você baseia a sua identidade naquilo que os seus ´´amigos´´ virtuais pensam a seu respeito?
— Você posta selfies para se sentir bem com você mesma e ganhar a atenção dos outros?
— Quanto tempo por dia você passa nas redes sociais?
— Que tipo de limites você pode estabelecer para o uso que você faz da internet?



Original: 5 Signs You’re Obsessed with Social Media
Artigo publicado originalmente em GirlDefined.
Traduzido com permissão da autora.

Tradução: Júlia Distler
Revisão: Conexão Conselho Bíblico