NOTA: O fato de recomendarmos determinado livro não significa que endossamos toda a obra de seu autor.

PORTUGUÊS

● Princípios bíblicos e aplicações

BAKER, Amy. Alívio sem automutilação: levando seus pensamentos negativos a Deus. São José dos Campos, SP: Fiel, 2021. 25 p.

Links para o livro: Amazon

As pessoas lidam com as coisas difíceis da vida de muitas maneiras diferentes. O que você faz quando fica chateado? Chora? Explode? Fica deprimido? Ou talvez ninguém perceba quando fica chateado, porque você encontra um lugar tranquilo para se cortar. Você está procurando alívio, mas é esse tipo de alívio que realmente deseja?  Existe uma maneira melhor de gerenciar suas emoções negativas. Em vez de se cortar – ciclo sem fim de se esconder e se afundar cada vez mais – você pode ir a Jesus com todos os seus problemas. Você é precioso para ele. Tão precioso que ele derramou seu próprio sangue por você! Seu poder é grande o suficiente para enchê-lo de paz e libertá-lo da automutilação.

INGLÊS

● Princípios bíblicos e aplicações gerais

GANSCHOW, Julie. A biblical understanding of self-injury. Sydney, AU: Pure Water Press, 2016. 196 p.

Links: Amazon

This biblically based book offers help, healing, understanding and hope for those who struggle with the growing problem of self-injury by getting to the heart of the issue.

LELEK, Jeremy. Cutting: a healing response. Phillipsburg, NJ: P&R,2012. 32 p.

Links: Amazon

Self-mutilation is a means of dealing with deep, complex emotional turmoil by disfiguring the body with knives, razor blades, or needles. The sufferings of Jesus Christ, however, and the finished work of the Cross offer hope, security, and healing. This booklet illustrates how those struggling with cutting can apply the gospel (death, burial, and resurrection of Jesus Christ) in practical ways to their issues of cutting.
SHAW, Mark. Hope & help for self-injurers and cutters. Bemidji, MN: Focus, 2007. 30 p.

Links: Amazon

This book gives “Hope and Help” as you gain insight for dealing with the practice of “cutting” and self-injury from a biblical perspective.

WELCH, Edward. Self-injury: when pain feels good. Phillipsburg, NJ: P&R, 2004. 32 p.

Links: Amazon

Self-inflicted pain possesses an inner logic, but Christ brings a deeper resolution to guilt, shame, anger, perfectionism, powerlessness, and despair. Concludes with ten action steps.