Como saber se amamos a Cristo?

J. C. Ryle propôs um teste que podemos aplicar a nós mesmos e às pessoas a quem ministramos.

1. Se amamos alguém, gostamos de pensar nele. Não precisamos que ninguém nos lembre dele. Não esquecemos seu nome ou sua aparência, seu caráter ou suas opiniões, seus gostos ou sua posição… Bem, o mesmo se dá entre o verdadeiro cristão e Cristo! Cristo habita em seu coração e ele pensa em Cristo todos os dias (Ef 3.17).

2. Quando amamos uma pessoa gostamos de ouvir a respeito dela. Sentimos satisfação ao ouvir aqueles que falam sobre ela. Temos interesse em qualquer informação que outros nos deem em relação a ela… Bem, também é assim entre o cristão verdadeiro e Cristo!

3. Se amamos uma pessoa gostamos de ler sobre ela. Que satisfação intensa a carta de um esposo ausente produz em sua esposa ou a carta de um filho ausente traz a sua mãe. Eles a carregam com eles como se fosse um tesouro. Eles a leem repetidas vezes… Assim também acontece entre o verdadeiro cristão e Cristo!

4. Se amamos uma pessoa gostamos de agradá-la. Ficamos contentes em procurar saber os seus gostos e opiniões, em agir de acordo com os seus conselhos e em fazer as coisas que ela prova… Bem, dá-se o mesmo entre o verdadeiro cristão e Cristo!

5. Se amamos alguém, gostamos de seus amigos. Temos uma inclinação favorável em relação a eles, antes mesmo de os conhecermos. Somos atraídos a eles pelos laços de amor que nos unem a uma mesma pessoa… Bem, o mesmo acontece entre o cristão verdadeiro e Cristo!

6. Se amamos uma pessoa, somos zelosos a respeito de seu nome e de sua honra. Não gostamos de ouvir as pessoas falarem mal dela sem que levantemos a voz em sua defesa… Isso também acontece entre o verdadeiro cristão e Cristo!

7. Se amamos alguém, gostamos de conversar com ele. Dizemos a ele todos os nossos pensamentos e derramamos nosso coração diante dele. Não encontramos qualquer dificuldade em arranjar assuntos para conversar com ele. Sempre temos muito a dizer… Bem, acontece o mesmo entre o verdadeiro cristão e Cristo!

8. Finalmente, quando amamos uma pessoa, queremos estar sempre com ela. Pensar na pessoa amada, ouvir a respeito dela, ler sobre ela e, ocasionalmente, falar com ela são coisas boas. Mas quando amamos a pessoa de fato, desejamos algo mais. Ansiamos por estar sempre em sua companhia, manter comunhão sem interrupções… O mesmo acontece entre o cristão verdadeiro e Cristo!

RYLE, John Charles. Santidade: sem a qual ninguém verá ao Senhor. 2. ed. São José dos Campos, SP: Fiel, 2009. p.313-315.

Via Desiring God

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s