Essas emoções incômodas! Parte 2

Equilíbrio bíblico para as nossas emoções

Na série de artigos Those Pesky Emotions, Sherry Allchin considera os princípios bíblicos que nos ajudam a lidar com as emoções do dia a dia, aquelas emoções ativadas pela diversidade de situações corriqueiras que vivenciamos. A parte 1 tratou de como compreender e processar as emoções com maturidade. A parte 2 destaca e aplica os princípios bíblicos que nos ajudam rumo a um equilíbrio na vida emocional diária.

Continuar lendo

Medo de Deus ou temor de Deus?

Temor medo_post

Medo de Deus e temor de Deus são temas recorrentes no aconselhamento bíblico, bem como na Palavra de Deus. O temor de Deus dirige a vida e o ministério do conselheiro sábio, e é também aquilo que ele espera ver em seu aconselhado à medida que este conhece ao Senhor e aprende a colocar em prática os mandamentos bíblicos: “O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência” (Pv 9.10).  Continuar lendo

Elyse Fitzpatrick. Vencendo medos e ansiedades

Resenha por Bianca Bonassi Ribeiro

Vencendo Medos e Ansiedades é um dos quase trinta livros escritos por Elyse Fitzpatrick, alguns deles atuando como coautora, entre os quais vários já foram traduzidos para o português. Seu foco central é incentivar mulheres  a descobrirem as raízes de seus medos e ansiedades e conduzi-las a um porto seguro, que é Jesus. O livro é recomendado a todas as mulheres, pois é uma leitura fácil e agradável, além de relevante até para aquelas que não se consideram medrosas e/ou ansiosas.
Continuar lendo

Posso SER um conselheiro?

 A maior parte da literatura sobre aconselhamento bíblico, e dos posts e mídias que encontramos na internet, está voltada para o conhecimento e a prática do ministério do conselheiro bíblico: O que o conselheiro deve saberO que o conselheiro deve fazer?  Shannon McCoy, em 5 Foundational Spiritual Disciplines of Biblical Counselors, chama a nossa atenção para um outro aspecto, fundamental: Quem o conselheiro deve serContinuar lendo

Uma ajuda crucial para que a mudança aconteça de verdade

A mutualidade cristã, conforme descrita no Novo Testamento, inclui encorajamento e ajuda rumo ao crescimento cristão e à mudança de hábitos. Ela traz benefícios a todos nós. No entanto, ela é crucial – uma questão de vida ou morte – para aqueles que estão lutando com pecados de natureza sexual. É a esse respeito que Alan Medinger escreve no artigo Como os relacionamentos de prestação de contas podem ser úteis para encorajar mudança bíblica?

Continuar lendo

Como aconselhar adolescentes que fizeram mau uso do sexo

No artigo O caminho do sábio: como falar sobre sexo com os adolescentes, após mostrar como educar os mais jovens para que saibam lidar biblicamente com esta importante área da vida e aprendam a planejar relacionamentos agradáveis a Deus, Paul Tripp sugere, passo por passo, um plano para que pais e líderes ajudem aqueles adolescentes que já caíram em pecado sexual. Continuar lendo

O efeito de uma foto “poderosa”

Depois de uma breve incursão na indústria da moda, os olhos de Bethany Baird abriram-se para como as mulheres, e particularmente as mais jovens, estão absortas em si mesmas e enganadas em seus conceitos de beleza e feminilidade. Ela  dá seu testemunho em When looking hot gets you more attention[1], um artigo que tem o propósito de despertar as mulheres para a liberdade que resulta de uma mudança radical de atitude. Continuar lendo

Como substituir um desejo por outro desejo

Na vida diária, lutamos com desejos que gostaríamos de ver desaparecer em um simples estalar de dedos. Gostaríamos que eles mudassem, e mudassem logo. Algumas vezes, são desejos por algo que contraria por natureza o plano de Deus para nós, e sabemos que satisfazê-los implica claramente praticar um pecado.  Outras vezes, são desejos por algo bom, mas desejos que crescem excessiva e desordenadamente em nosso coração, levando-nos a pecar para satisfazê-los de maneira imediata ou irrestrita, fora do tempo e do plano de Deus.

Continuar lendo

Equipando os pais para ajudar na cura de um abuso sexual

Com uma série de três artigos publicados pela Association of Biblical Counselors, Twelve Stones Ministries dirige-se aos pais para ajudá-los a lidar com seus filhos em diferentes aspectos. Na parte 1, Scott O’Malley tem por propósito equipar os pais para que instruam seus filhos a andarem na luz, evitando uma vida de pecado secreto que conduz à perdição — Preventing Your Child’s Sin from Going Underground.  A parte 2 tem por propósito equipar os pais para que respondam biblicamente ao descobrirem que seu filho se envolveu secretamente em uma vida de pecado sexual — When Your Child’s Secret Sin Comes to Light.  A parte 3, que você pode ler a seguir, tem por propósito equipar os pais para que saibam lidar com seus filhos caso estes tenham sofrido um abuso sexual. Continuar lendo

A Bíblia e a dor da infertilidade

Em sua igreja, no seu trabalho, no seu círculo de amigos há casais que lutam com a infertilidade. Sua dor costuma ser pouco compreendida e, muitas vezes, menosprezada.  No entanto, eles precisam de ajuda e cuidado amoroso. Com esse desafio em mente, Phil e Kimberly Monroe compartilham em A Bíblia e a Dor da Infertilidade sua experiência de esperanças e frustrações, tratamentos para infertilidade, procedimentos infindáveis e decepções amargas, com um alto grau de estresse. Continuar lendo

Mary Beeke. A lei da bondade

Servindo com o coração e com as mãos

Resenha por Bianca Bonassi Ribeiro

Crescendo em bondade
O livro de Mary Beeke A lei da bondade: servindo com o coração e com as mãos tem como objetivo servir de apoio a todos que desejam ideias para operacionalizar a bondade. Trata-se do primeiro livro de Mary Beeke, esposa do pastor Joel Beeke, autor de diversos livros e que contribuiu escrevendo o capítulo cinco destinado aos maridos.
Continuar lendo

Resmungar faz mal para você

resmungao_post

“Um livro que fala sobre felicidade” – é assim que Philip Tait apresenta a versão simplificada do clássico The Rare Jewel of Christian Contentment de Jeremiah Burroughs. Aprendendo a Estar Contente é a versão em português, publicada pela Editora PES.  Esse pequeno livro é uma antiga “joia rara”, publicada pela primeira vez em 1648, mas sempre atual em seu conteúdo. Continuar lendo

Compreender e aconselhar

misericordias renovadas_postQuero lembrar do que pode me dar esperança. A bondade do SENHOR é a razão de não sermos consumidos, as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. Lm 3.21-23

— Quantas vezes você já leu ou ouviu este versículo?
— Muitas!
— Quantas vezes já usou este versículo para encorajar um aconselhado ou um amigo?
— Muitas, também!
— E quantas vezes você parou para considerar quais são de fato algumas das “misericórdias do Senhor” em nossa vida, e então ensinar e aplicar de forma precisa e prática no seu aconselhamento ? Continuar lendo

Gloria Furman. Sem tempo para Deus

Sem tempo para Deus_post
Intimidade com Cristo para mães atarefadas

Resenha por Bianca Bonassi Ribeiro

A maternidade à luz da eternidade
No livro “Sem tempo para Deus: intimidade com Cristo para mães atarefadas”, uma jovem e sábia mãe, Gloria Furman, presenteia-nos com um “ar fresco” dentre os livros para mães. Ela tem como propósito situar o dia a dia da maternidade no contexto da eternidade. Continuar lendo

Por que você deveria buscar um preparo teológico ministerial para o aconselhamento bíblico?

Estudo teologia_post

Quer você seja um pastor, missionário ou educador que atua integralmente no contexto ministerial, quer seja “apenas” um cristão disposto a obedecer ao chamado de Deus para ministrar a outras vidas nos mais diversos ambientes onde vive o seu dia a dia – o seu lar, o trabalho, a universidade, o círculo de amigos e conhecidos dentro e fora da sua igreja local – você precisa estar bem preparado para aconselhar biblicamente.

Continuar lendo

10 estratégias para lidar com a ira

Em 10 Cross-Focused Principles Versus Horizontal Strategies for Dealing with Anger, Tim Allchin destaca algumas das estratégias que costumam ser indicadas quando o desafio é lidar com a ira, e contrasta cada uma delas com a perspectiva bíblica. Seu propósito não é sistematizar uma metodologia para tratar a ira, mas provocar uma reflexão diante das propostas seculares. Continuar lendo

Sebastian Traeger e Greg Gilbert. O Evangelho no trabalho

Todos nós trabalhamos. Nós o fazemos em lugares diferentes, com responsabilidades diferentes e exercendo tarefas as mais diversas – em casa, nos escritórios ou consultórios, nas fábricas ou hospitais, nas escolas ou igrejas, e assim por diante. Mas é certo que, de jovens a idosos, poucos poderiam afirmar que não trabalham! Sendo assim, O Evangelho no Trabalho é uma leitura recomendada para todos. Continuar lendo

Jen Wilkin. Mulheres da Palavra

 width=

Como estudar a Bíblia com nossa mente e coração

Você está à procura de um livro escrito especialmente para mulheres, que possa orientar na leitura da Palavra de Deus? “Mulheres da Palavra” é a resposta. As instruções de Jen Wilkin são fáceis de seguir, e ajudam a perseverar no estudo proveitoso da Bíblia. Conheça mais detalhes lendo a resenha escrita por E. Bratcher para o site 9Marks. Continuar lendo

Quando você desembrulhar seu primeiro smartphone

smartphone_post

Quer você seja um adolescente que acaba de ganhar seu primeiro smartphone, quer você seja o pai desse adolescente e esteja alegre com esse marco na vida do seu filho, mas ao mesmo tempo um pouco temeroso, antes de colocar o aparelho em uso vale a pena ler a carta escrita por Tim Challies a um adolescente. Ela o ajudará a descobrir os propósitos de Deus, de Satanás e do seu próprio coração para o novo smartphone. Continuar lendo

Ginger Plowman. Não me faça contar até três!

O olhar de uma mãe sobre a disciplina orientada para o coração

Resenha por Bianca Bonassi Ribeiro

De olho no coração!

Escrito por Ginger Plowman, e publicado no Brasil pela Editora Fiel, Não me faça contar até três! é um livro introdutório para as mães que desejam criar filhos que honrem a Deus e a seus pais. O propósito é apresentar ideias de como lidar com o cotidiano da criação de filhos a partir de uma visão pautada nos princípios bíblicos. Plowman apresenta no início do livro a forte influência de outros bons autores sobre o tema: Lou Priolo e Tedd Trip**. Continuar lendo

Vá devagar em caso de Déficit de Atenção/Hiperatividade!


Desatenção, inquietude e impulsividade – elas causam dificuldade no cotidiano de muitas pessoas, não só na infância e adolescência, mas também na idade adulta. Todos nós conhecemos aquela criança “avoada” e “estabanada”, que se mexe o tempo todo e para quem seguir regras e respeitar limites parece algo fora de cogitação, ou então aquela pessoa “ligada o tempo todo a um motor de alta rotação”, que facilmente se distrai e é muitas vezes esquecida, intrometida e impulsiva.   Continuar lendo

Kevin DeYoung. Super ocupado

Um livro (misericordiosamente) pequeno sobre um problema (realmente) grande

Resenha por Tim Challies – Publicada em Biblical Counseling Coalition

Temos uma relação de amor/ódio com estarmos ocupados: quando não estamos nos vangloriando por estar ocupados, nós pedimos desculpas por não estar ocupados, e quando não estamos sobrecarregados de ocupação, queremos estar mais ocupados. Continuar lendo

Psicologia e Bíblia: lidando com os problemas que a Bíblia não menciona – Parte 6

Como cristãos, afirmamos crer que a Bíblia é a Palavra de Deus, nossa “regra de fé e conduta”. Ao nosso redor, porém, crescem as vozes que nos dizem que os problemas profundos da alma e os problemas mais complexos do comportamento humano precisam de “algo mais” para serem entendidos e curados. Bíblia e psicologia competem ou se unem como aliadas no aconselhamento? A questão é atual e ampla. Continuar lendo

Psicologia e Bíblia: lidando com a dor da alma – Parte 5

Como cristãos, afirmamos crer que a Bíblia é a Palavra de Deus, nossa “regra de fé e conduta”. Ao nosso redor, porém, crescem as vozes que nos dizem que os problemas profundos da alma e os problemas mais complexos do comportamento humano precisam de “algo mais” para serem entendidos e curados. Bíblia e psicologia Bíblia e psicologia excluem-se ou se unem como aliadas no aconselhamento? A questão é atual e ampla. Continuar lendo