Ira e amor

A presença de ira egoísta indica a ausência de amor genuíno. “O amor”, disse Paulo, “não se ira facilmente” (1Co 13.4-7). Ele não é dado a súbitas explosões de emoção ou ação. Não responde com ira às faltas cometidas contra ele.
Paulo não estava falando sobre a ira diante do pecado e suas terríveis consequências. Essa é uma indignação justa, que os cristãos devem ter. Quando Jesus expulsou os mercadores e os cambistas do templo (Jo 2.14-15), Ele estava genuinamente irado porque a casa de Seu Pai estava sendo profanada. Mas Ele nunca reagiu assim quando foi pessoalmente atacado ou criticado. Da mesma forma, é certo você ficar irado quando os outros são maltratados, quando Deus é ofendido ou quando a Palavra de Deus é deturpada. Mas o amor “tudo suporta” diante dos ataques pessoais.

John MacArthur em Godly Anger Versus Selfish Anger

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s