O que é aconselhamento bíblico

Ao longo dos séculos, os cristãos se relacionaram uns com os outros e juntos lidaram com os problemas do cotidiano de acordo com a Bíblia − praticaram o aconselhamento bíblico. Quando os cristãos de hoje − pastores, líderes, pais, amigos e amigas ou colegas − têm diante de si o desafio de ajudarem uns aos outros a refletirem a pessoa de Cristo nos mais diversos aspectos da vida, o ministério bíblico deve igualmente acontecer. Entendemos o aconselhamento bíblico como o aspecto da dinâmica ministerial em que o corpo de Cristo, capacitado pelo Espírito Santo e fundamentado na Palavra de Deus corretamente interpretada e aplicada a situações específicas, ministra à vida de irmãos visando cooperar com o plano de Deus de conformá-los progressivamente à imagem de Cristo.

Leia sobre a abrangência e o alvo, a ação e o agente, o âmago e as alternativas do aconselhamento bíblico em: O Alicerce do Aconselhamento Bíblico

Quatro pontos distinguem o discipulado e aconselhamento bíblico

♦ O ministério centrado em Cristo, Redentor e Senhor
O Deus da Palavra manifestou-se em Jesus Cristo e nEle está centrado o ministério em vidas. Os problemas da vida não encontram sua causa determinante no ambiente nem em circunstâncias pessoais a que estamos sujeitos, embora sejam múltiplas as  influências que recebemos. Cristo dirige-se à necessidade primordial do homem, que é sua redenção do pecado e a capacitação para viver de maneira agradável a Deusem meio a quaisquer circunstâncias.  — Cl 1.27-28; 2Pe 1.2-4.

♦ O ministério fundamentado na Palavra de Cristo
Em dias quando a Bíblia costuma ser vista como útil e perceptiva, mas não suficiente para lidar com os problemas do homem atual, é preciso lembrar que a Palavra, inspirada e inerrante, interpretada corretamente e aplicada com cuidado sob a direção e o poder do Espírito Santo, oferece-nos a plena sabedoria de Deus que transforma vidas. No âmago do aconselhamento bíblico estão a autoridade, a suficiência e a supremacia da Bíblia para o ministério em vidas. Desta forma, o adjetivo “bíblico” não deve indicar um aconselhamento baseado em metodologias diversas e acrescido de alguns versículos ou ideias das Escrituras. A teologia e a prática do aconselhamento bíblico devem ser extraídas primordialmente das Escrituras. — Sl 19.7-11; 2Tm 3.16-17; Hb 4.12.

♦ O ministério focado na transformação à imagem de Cristo
Mudança bíblica — um processo de transformação profunda e abrangente centrada na Pessoa de Cristo, que atinge o homem interior e também o comportamento exterior enquanto manifestação da vida interior, e resulta na própria semelhança de Cristo — é o alvo do discipulado e aconselhamento bíblico. Transformação acontece à medida que a Palavra é aplicada ao coração pelo Espírito. — Rm 8.29; 2Co 3.18; Ef 4.22-24.

♦ O ministério confiado ao corpo de Cristo
À medida que nossa sociedade cresceu em complexidade, o trabalho dos especialistas ganhou espaço. A tendência é confiar também o aconselhamento aos especialistas. A Palavra de Deus, porém, aponta que o aconselhamento é um ministério a ser exercido pelo corpo de Cristo, dentro da dinâmica da igreja local. O conselheiro bíblico deve ser um cristão comprometido, conhecedor da Palavra de Deus e habilidoso para interpretá-la corretamente, conhecedor também da cultura e dos problemas de sua época, e capaz de aplicar a Verdade de Deus à vida diária. — Rm 15.14; 1Ts 5.11, 14.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s