Jerry Bridges. Confiando em Deus mesmo quando a vida nos golpeia, aflige e fere

Jerry Bridges explora a questão do sofrimento em Confiando em Deus Mesmo Quando a Vida nos Golpeia, Aflige e Fere. Ele diz que há três verdades sobre Deus que devemos ter em mente quando enfrentamos tempos de sofrimento:

Na arena da adversidade, as Escrituras nos ensinam três verdades essenciais sobre Deus; verdades que precisam crer se desejamos a confiar nEle em meio à adversidade. São elas:

  • Deus é completamente soberano.
  • Deus é infinito em sabedoria.
  • Deus é perfeito em amor.

Certa pessoa expressou essas três verdades e como elas se relacionam conosco da seguinte maneira: “Deus, em Seu amor, sempre deseja o que é melhor para nós. Em Sua sabedoria, Ele sempre sabe o que é melhor, e em Sua soberania Ele tem o poder de fazer isso acontecer”. (23, 24)

O restante do livro segue esse esboço, olhando para a Bíblia para expandir em cada um desses pontos, explorando como todos eles se encaixam em um único conjunto e lidando com as objeções e equívocos. Aqui estão alguns trechos:

Deus é soberano

Deus jamais busca a Sua glória à custa do bem do Seu povo, nem busca o nosso bem à custa de Sua glória. Ele projetou Seu propósito eterno de forma que a Sua glória e nosso bem estejam inseparavelmente unidos. (30)

Porém aquilo que deve distinguir o sofrimento dos crentes do sofrimento dos descrentes é a confiança de que nosso sofrimento está sob o controle de um Deus todo-poderoso e totalmente amoroso; nosso sofrimento tem significado e propósito no plano eterno de Deus, e Ele traz ou permite que aconteça em nossa vida apenas aquilo que é para a Sua glória e para o nosso bem. (39)

Não sabemos por que Deus permitiu que os inimigos de seu povo prevalecessem num momento e os refreou em outro. Já é suficiente saber que Deus é capaz e refreia os atos nocivos dos outros contra nós quando essa é a Sua vontade soberana. Além disso, Deus, em Sua infinita bondade e amor, em última análise, planeja o bem a partir daqueles atos nocivos. (76)

Deus julga as pessoas pelos mesmos pecados que Ele usa para executar Seus propósitos. Essa verdade é ensinada em textos como Isaías 10.5-16. (81)

Daniel percebeu que a soberania de Deus e a promessa dEle tencionavam estimulá-lo à oração. Porque Deus é soberano, Ele é capaz de responder. Porque Deus é fiel às Suas promessas, Ele responderá. […] Porém, o conhecimento de que Deus é soberano tem o propósito de ser um encorajamento para orarmos, e não uma desculpa para cairmos num fatalismo piedoso. (109, 127)

Deus é sábio

Deus sabe exatamente o que deseja que nos tornemos quais circunstâncias, tanto boas quanto ruins, são necessárias para produzir esse resultado em nossas vida. (143)

Ele sabe infalivelmente, por meio de Sua sabedoria infinita, qual a melhor combinação de circunstâncias boas e ruins que trará à nossa vida, para que cada vez mais partilhemos de Sua santidade. Na receita de nossa vida Ele jamais exagera no tempero das adversidades. A mistura de adversidade e bênção é sempre exatamente o que precisamos. (144)

Deus é amoroso

“A soberania de Deus está sempre demonstrada para com o Seu povo em sabedoria e amor. Eis a diferença entre a soberania de Deus e a soberania do homem. Tememos a soberania do homem, pois não temos a segurança de que ela será exercida com misericórdia, ou mesmo a justiça; nos alegramos na soberania de Deus, pois temos a certeza de que ela é sempre exercida para o bem de Seu povo.” -Alexander Carson (174)

Se quisermos confiar no amor de Deus, precisamos armazenar em nosso coração as grandes verdades que lemos neste capítulo – o amor de Deus no calvário, nossa união com Cristo e a soberania do amor de Deus exercida em nosso favor. (175)

Confiar em Deus em meio ao nosso sofrimento não é fácil porque nós ainda não podemos ver a imagem completa do que Deus está fazendo, e ter a perspectiva de Deus pode ser muito difícil para nós. Portanto, é nestes momentos de muita emoção que precisamos nos apoiar com firmeza naquilo que a Bíblia nos revela sobre quem é Deus e orar para que Deus nos dê a capacidade de depender dEle e confiar nEle sem amargura.

Como Bridges diz através desta citação de Margaret Clarkson, “… nós decidimos crer na imensa bondade, providência e soberania de Deus, e nos recusamos a desistir, não importando o que possa ou como possamos nos sentir”. (237)

Original da resenha: Trusting God
Fonte: Stand to Reason

————————

Ficha Técnica
Autor: Jerry Bridges
Título:  Confiando em Deus mesmo quando a vida nos golpeia, aflige e fere
Título original:  Trusting God: even when life hurts
Editora: Nutra
Páginas: 263
Data de publicação: 2013

Jerry Bridges é um renomado escritor, autor de vários livro ente os quais A Busca da Santidade, Graça que Transforma e Exercita-te na Piedade. É um palestrante mundialmente conhecido e faz parte da equipe ministerial de The Navigators.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s