4 objetivos para sua vida sentimental à espera do namoro

Kristen Clark e Bethany Baird

Talvez eu finalmente encontre o amor da minha vida este ano! Foi assim que pensei comigo mesma quando o relógio bateu meia-noite e o ano novo trouxe sentimentos de esperança e empolgação. Há vários meses eu havia terminado meu último namoro, e estava grata por ter deixado aquele relacionamento para trás.  O novo ano parecia prenunciar um novo começo. Talvez eu encontre a pessoa certa este ano. Talvez até fique noiva!

O começo de um novo ano, de alguma maneira, reativa a esperança e reaviva os sonhos – a alegria do que poderá acontecer, o mistério do desconhecido, a possibilidade de que os sonhos se realizem!

Lembro-me de ter sentido tudo isso quando 2008 começou. Eu sei, eu sei. Foi há muito tempo, mas vamos lá! Era o primeiro dia de janeiro de 2008. Eu iria fazer 21 anos e havia passado pelo término de um namoro difícil.

Quando o ano novo chegou, eu tinha a expectativa de iniciar já nos primeiros meses um relacionamento que desse certo.

No entanto, toda essa empolgação foi substituída pela realidade dos fatos. Aparentemente, Deus tinha um plano diferente do meu. Os meses começaram a passar – primeiro janeiro, depois fevereiro, depois março… julho… setembro e puf… dezembro chegou novamente.

Quando montamos mais uma vez nossa árvore de Natal, comecei a perceber que eu passaria mais um Natal solteira. Eu estava no mínimo decepcionada. No entanto, por mais difícil que tivesse sido ficar solteira ao longo de todo aquele ano, Deus estava trabalhando em meu coração. Ele estava me ensinando algumas lições de vida cruciais, revelando-me a idolatria do meu coração. Deus usou os sonhos que não se tornaram realidade para me mostrar o quanto meu foco estava errado. Deus havia ficado para trás na minha vida.

Eu estava mais apaixonada pela minha vida sentimental do que pelo verdadeiro Amor.

Talvez no começo de mais um ano, você tenha esperanças e sonhos parecidos com os meus no que diz respeito à sua vida sentimental. Ter o desejo de se casar é algo maravilhoso. Esse desejo, porém, pode facilmente se tornar um ídolo se a esperança e o contentamento dependerem de sua concretização.

Em vez de cair na idolatria, quero incentivá-la a fazer algo que eu gostaria de ter feito em 2008. Quero lhe dar quatro objetivos específicos para a sua vida sentimental.

Você pode ter um ano incrível, quer Deus tenha um namoro planejado para você esse ano, quer Ele não o tenha.

Estes objetivos farão com que seu coração mantenha o foco em Cristo, ao invés de se deixar levar por fantasias. Sua vida sentimental não deve definir sua alegria ou satisfação. Guardando a perspectiva certa no seu coração, você terá um ano alegre e frutífero, com ou sem um namorado.

Do meu coração para o seu, minha oração é que você aplique esses objetivos em sua vida.

– 1 – Confie no tempo de Deus.
Deus vê o quadro maior de sua vida. É Ele quem possui a caneta. É Ele quem escreve o roteiro. Muitas vezes, queremos que as coisas aconteçam do nosso jeito e nos esquecemos de que Deus tem planos maiores. Deus sabe o que é melhor para nós e se Ele escolher não nos dar algo, nós temos de desenvolver nossa fé confiando no tempo dEle.  Salmo 9.10 diz: “Os que conhecem o teu nome confiam em ti, pois tu, Senhor, jamais abandonas os que te buscam”. Deus é fiel e podemos confiar nEle… também para o desenrolar de nossa vida sentimental.

– 2 – Esforce-se na busca de fidelidade e pureza.
Se Deus tem um casamento planejado para seu futuro, sabe de uma coisa? Seu futuro marido está vivo em alguma parte do mundo neste exato momento. Parece algo louco?! E tem mais! Agora vamos a um pequeno versículo em Provérbios 31, que sutilmente encoraja as mulheres a serem fiéis ao marido até mesmo antes de conhecê-lo.  Provérbios 31.12 diz: “Ela só lhe faz o bem, e nunca o mal, todos os dias da sua vida”. O que você pensa que signifique “todos os dias da sua vida”? Creio que signifique literalmente todos os dias. Isso inclui os dias que você está vivendo agora, durante este ano. Escolha fazer o bem a seu futuro marido desde já pela sua maneira de viver, de interagir com os rapazes e ter cuidado com sua pureza.

– 3 – Encontre plena satisfação em Cristo.
Não importa o quão bonito, engraçado, talentoso ou incrível um rapaz possa ser, ele não consegue satisfazê-la totalmente. Ponto. Ele não foi criado para satisfazer todas a suas necessidades. Apenas Cristo pode fazer isso. Durante o ano, em vez de investir os seus sentimentos e pensamentos em paixões, use seu tempo e energia para investir em um relacionamento real com Cristo. Provérbios 19.23 diz: “O temor do Senhor conduz à vida: Quem o teme pode descansar em paz, livre de problemas”.  Tenha como alvo para este ano ler a Bíblia e orar todos os dias. Encha a sua mente intencionalmente com músicas, vídeos, livros e podcasts que a aproximem de Jesus.

– 4 – Ocupe-se em servir.
A vida de solteira pode ser bem difícil. Hoje sou casada, mas fui solteira até aos 24 anos. Passei por fases muito desafiadoras. No entanto, quando olho para os dias em que eu era solteira, uma coisa chama minha atenção. Quanto mais eu investia meu tempo e minha energia para servir ao próximo, menos tempo eu gastava lutando com o fato de estar solteira.

Não se contente com sobreviver durante esses anos. Utilize o tempo de solteira para gerar frutos para a glória de Deus. Quanto mais você deixar de concentrar sua atenção na sua situação de solteira, mais coisas descobrirá. Faça com que esse ano seja um ano de mudanças. Decida servir sua família e as moças mais novas da sua igreja, entre outros.

Ao entrar no novo ano, minha oração é que esses quatro objetivos a inspirem e desafiem a viver de maneira diferente.

Quer Deus tenha, quer Ele não tenha um namoro reservado para você, minha oração é que você confie nEle. Ele é um Pai bondoso, e não há alegria maior que viver cada dia em obediência e fidelidade a Cristo.

Sua vez
Dos quatro objetivos acima, qual você considera o mais difícil de adotar? Por quê?
Durante este ano, o que você fará de diferente  na entrega a Deus da sua situação de solteira?



Original: 4 goals for your love life this year
Artigo publicado originalmente em GirlDefined.

Traduzido com permissão.
Tradução: Júlia Distler
Revisão: Conexão Conselho Bíblico