O divórcio está à minha porta?

Word of Life Bible Institute

Recentemente, falei a um grupo de universitários sobre o divórcio. Perguntei aos alunos: “Quantos de vocês foram pessoalmente afetados ou conhecem alguém que foi afetado pelo divórcio?”. A resposta foi impactante. Lembro-me vividamente de ver a sala cheia de mãos erguidas. Cada mão representava uma história, a história de um compromisso de aliança quebrado pelas armadilhas do pecado, uma história cheia de efeitos intermináveis.

Depois de fazer uma pausa para ver o que estava diante de mim, fiz outra pergunta: “Se você está disposto a compartilhar, quais são algumas das barreiras emocionais, mentais ou espirituais com as quais você luta como resultado do divórcio?”. Os alunos começaram a compartilhar que eles temiam o casamento. Eles associavam o casamento a ira, egoísmo e apatia. Eles temiam o casamento porque ele acabaria inevitavelmente em divórcio. Afinal, se um marido e uma esposa que dizem amar a Deus e um ao outro, terminaram seu casamento, o que poderia impedir que essa mesma realidade acontecesse na vida desses estudantes? O medo era uma linha comum entrelaçada ao longo de cada história.

Medo, risco e pistas de patinação
Faz sentido que o indivíduo que sentiu dor, rejeição e solidão por causa do divórcio tema a possibilidade de que o divórcio venha a acontecer em sua vida, mas o que fazer com esse medo que você está sentindo? Uma vez que você tenha passado por um evento traumático em sua vida, muitas vezes você evita envolver-se em situações que poderiam lhe causar uma dor de proporções semelhantes. Por exemplo, quando eu tinha 12 anos de idade, fraturei meu pulso. Eu gostaria que a história fosse um pouco mais dramática, mas a realidade é que eu estava fazendo uma curva na pista de patinação quando tropecei e caí. A dor que senti naquele momento foi tremenda. Após o incidente, fui obrigado a passar por uma cirurgia para restaurar meu pulso e engessaram meu braço para que o osso sarasse. Tudo isso foi indesejável para um menino de 12 anos de idade. Eu gostava demais de andar de patins até o momento em que quebrei meu pulso, mas o medo de outro osso fraturado me levou a controlar a quantidade de risco que eu estaria disposto a assumir. Você pode ter essa mesma perspectiva quando se trata de casamento. Você pode ser vítima de uma situação em que seus pais se deixaram. A decisão deles de se separar afetou profundamente sua visão de casamento e os medos associados a ela. Você vive com base no que você acredita que pode ou não controlar.

A luz brilha em meio ao medo
O Evangelho de Jesus Cristo, porém, conta uma história diferente. A boa notícia sobre o resgate que Jesus fez em nosso favor é que ele nos liberta de pensar ou acreditar que estamos condenados a trilhar o caminho que nossos pais uma vez trilharam.

Inicialmente, olhe para Ezequiel 18.20 b.

“…O filho não levará a culpa do pai nem o pai levará a culpa do filho. A justiça do justo lhe será creditada, e a impiedade do ímpio lhe será cobrada.”

Deus usou o profeta Ezequiel para ser portador de uma mensagem importante a respeito de Seu caráter.

Os israelitas estavam preocupados com o fato de que Deus iria puni-los devido aos pecados de seus antepassados. No entanto, Deus disse a Israel que Ele responde de acordo com as ações de cada indivíduo. Ele não os consideraria responsáveis nem os castigaria pelo comportamento pecaminoso das gerações anteriores. Ele é justo no lidar com a humanidade.

Esta passagem das Escrituras deve lhe dar imensa esperança quanto à sua situação. Você pode ter sido vítima de um lar divorciado. Você pode ter sofrido sob o peso da ira, apatia e amargura dos seus pais. Você pode estar preso no medo há mais tempo do que consegue se lembrar. No entanto, em meio a tudo isso, o Deus do universo não o prende a um destino destrutivo. Ele não o considera responsável pelas ações e escolhas pecaminosas de seus pais. Ele nunca fez e nunca fará tal coisa.

Em segundo lugar, olhe 2Coríntios 5.17.

Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!

Neste versículo, o apóstolo Paulo proclama um resultado impressionante do evangelho. Se você foi salvo pelo sangue de Jesus Cristo, então sua vida se fez nova nEle. Se deixamos escapar esse fato, deixamos escapar uma das realidades mais importantes da vida cristã. Jesus Cristo está ocupado em fazer surgir coisas novas.

Moldado pelo evangelho
Se Jesus pode perdoar sua dívida de pecado, então Ele é mais que capaz de mudar a trajetória de sua vida para uma direção que é 180 graus diferente da dos seus pais. Ele é capaz de fazer da sua história uma nova criação. Ele é capaz de fazer o seu futuro casamento ser totalmente novo – um casamento caracterizado por fé, amor e compromisso de aliança com seu cônjuge. Então, que passos específicos você pode dar em direção a essa maneira de pensar moldada pelo evangelho?

Muitas vezes esquecemos o básico, e então vamos começar por ele. Quais versículos você tem memorizado para cortar seu medo? Você está memorizando para recitar da boca para fora ou para internalizar a verdade? Quando você memorizar para internalizar, você transforma a Palavra de Deus em uma arma contra o mundo, a carne e o diabo.

1 João 4.10
Filipenses 4. 6, 7
2Timóteo 1.7
Josué 1.9
Romanos 8.38, 39
Salmos 55.22

Esta é uma lista de versículos maravilhosos para ajudar na sua luta contra o medo e as estratégias do inimigo para controlar sua vida. Escolha memorizar vários desses e coloque-os em um local que permita que você os veja com frequência.

Em segundo lugar, você deve convidar outros seguidores de Cristo para entrarem em seu mundo. Você não foi criado para viver sozinho. Deus não pretende que você faça tentativas para resolver suas lutas por conta própria. Um dos maiores recursos que você tem é a igreja local. Todos nós precisamos de pessoas que nos apontem para a verdade da Palavra de Deus e nos ajudem a aplicar o que talvez já conhecemos mentalmente, mas lutamos para colocar em prática. Precisamos de pessoas mais velhas, mais sábias e que tenham andado com Jesus por um longo período de tempo. Precisamos de homens e mulheres piedosos que nos digam o que necessitamos ouvir e não o que queremos ouvir. Considere encontrar em sua igreja um casal piedoso e compartilhar alguns dos medos que você tem associado ao casamento. É possível que eles também tenham lutado com temores semelhantes e Deus pode usá-los de uma forma poderosa.

Que você encontre consolo em saber que os medos que o perturbam não perturbam o Senhor. Ele está perfeitamente ciente de sua situação e lhe dará a graça de que você precisa para entrar com ousadia no incrível futuro que Ele planejou para você.



Original: Is Divorce On My Doorstep?  publicado em Word of Life Bible Institute
Tradução: Carla Silva
Revisão: Conexão Conselho Bíblico