Reprovado! Você quer saber o que fará da vida?

Camilla Rezende Bastos

Naquele dia sairia o resultado do vestibular. Era o último que ela estava esperando. Depois de um ano passando o dia inteiro no cursinho, depois de ter estudado o possível e o inimaginável para que se saísse bem nas provas e de ter feito o vestibular para várias faculdades, ela esperava que seria aprovada em um deles. Pelo menos um. Ela não estava pedindo para passar em todos, mas pelo menos UM. Era pedir demais? E então, ela abriu a lista dos aprovados na segunda fase. Chegou até a letra Z, esperando que houvesse alguma outra seção, algum erro, qualquer coisa. Mas nada de encontrar seu nome. O seu maior pesadelo havia se concretizado, e isso a estava deixando sem chão. Ela não havia passado. Não havia passado em nenhum vestibular para o curso que tanto queria. Mais um ano perdido. O que ela faria da sua vida?

Quem nunca viu algo do tipo? Talvez você não tenha passado por isso, mas sua amiga, seu irmão, seu colega de sala já passou. Chega um ponto na vida em que tudo se torna extremamente desesperador. Parece que sua vida se tornou um cavalo selvagem fora de controle e, quanto mais você tenta segurar as rédeas, mais você despenca do cavalo.

Tenho certeza de que todos já pararam em algum momento para pensar: o que vou fazer da vida no ano que vem? Que curso eu quero fazer? Que profissão eu quero seguir? Que emprego devo procurar? Por onde começar? Onde me vejo daqui a cinco anos? Às vezes não sabemos nem mesmo o que faremos na semana que vem, e pensar em o que faremos daqui a cinco anos parece simplesmente DE-SES-PE-RA-DOR. Se você se sente assim, quero lhe dizer uma coisa muito importante: não como saber exatamente como será lá na frente o seu futuro. E você não está ameaçado de morte por causa disso.

É comum ouvir que essas coisas assustam, roubam o sono à noite e até nos causam algumas crises de ansiedade. Precisamos nos lembrar, porém, de algumas verdades bíblicas que farão toda a diferença em nossa caminhada rumo à vida adulta.

1- Deixe Deus no controle 
Quanto mais tentamos nos manter no controle das coisas, mais percebemos como somos humanos e como não conseguimos dar conta de tudo. Somos limitados, não temos noção do futuro, somos infectados pelo pecado. Tendo isso em mente, que garantia temos que somos capazes de fazer tudo sozinhos? E se conseguirmos fazer alguma coisa sozinhos, que garantia temos de que conseguiremos fazer o certo? É impossível para o ser humano fazer tudo sozinho – somos feitos seres dependentes de Deus, quer gostemos disso, quer não.

O mundo nos ensina que devemos ser “autoconfiantes”. Entretanto, confiar em nós mesmos só dá abertura para o medo e insegurança. Precisamos nos lembrar dAquele que criou o universo, e a quem até o mar obedece. Deus é bom, é ilimitado, é santo, conhece o passado, o presente e o futuro. Ele nunca falha. Por que, então, insistir em achar que faremos melhor do que Ele?

Descanse, faça o seu melhor hoje, tome decisões sábias e de acordo com os princípios da Bíblia, mas sabendo que Deus está no controle dos resultados e que você pode ter certeza de que seu futuro está em boas mãos.

2-  Não se deixe abalar pelo fracasso 
Isso é um fato: não gostamos de fracassar. Não gostamos de tentar e não conseguir. Nosso orgulho nos corrói por inteiro quando tentamos fazer algo e não dá certo. É difícil. Entretanto, o fracasso faz parte da nossa vida. Ele não nos torna pior do que ninguém, só nos confirma que somos humanos, não somos perfeitos nem temos controle sobre os resultados de tudo aquilo que fazemos.

Quando colocamos as coisas nas mãos de Deus, não temos garantia de que tudo será um mar de rosas. Jesus nos disse que teríamos aflições neste mundo, e isso significa que nem tudo o que formos fazer alcançará o resultado por nós desejado.

No momento em que isso acontecer, não devemos nos culpar e gastar energia lamentando-nos e entrando em um mar de autocomiseração. Precisamos voltar nossos olhos para Deus e procurar ver qual é o propósito dEle com isso. Às vezes, o propósito é moldar nosso caráter e aumentar nossa confiança em Deus. Outras vezes, é até mesmo é um livramento. Seja o que for, não olhe as circunstâncias, olhe o amor e o cuidado de Deus em tudo. Peça sabedoria para entender a direção de Deus e ir adiante.

3 – Nem tudo será do seu jeito 
“Porque o domínio é do Senhor, e ele reina sobre as nações” (Sl 22.28).  Esse versículo já diz tudo. Não domino o mundo nem reino sobre as nações. Mas Deus, sim. É extremamente prepotente da nossa parte criar planos inflexíveis e pensar que tudo vai acontecer exatamente como planejamos. Além de nunca podermos ter 100% de certeza em algumas coisas, precisamos levar em conta o fator “surpresa”, bastante temido. É necessário ter em mente que coisas inesperadas podem acontecer e fazer com que todos os nossos planos virem de cabeça para baixo. E sabe qual é a melhor parte? Isso pode ser bom. Pode ser muito bom. Penso nos planos que eu tinha para mim quando terminei o ensino médio, oito anos atrás. Se tudo tivesse acontecido exatamente como eu havia planejado, não tenho ideia de onde eu estaria, mas com certeza prefiro onde estou hoje, apesar de todas as dificuldades que encontrei no caminho.

A melhor coisa para fazer quando o inesperado acontece é buscar enxergar as “surpresas” como oportunidades de aprendizado, além de lembrar que os planos de Deus são BEM maiores do que os nossos.

 4 – Sua vida profissional/acadêmica não o define 
A sociedade em que vivemos coloca muito valor em ser “bem-sucedido” profissionalmente, e a ideia é que se você não tiver uma profissão prestigiada, você tem menos valor do que outros.

Na Bíblia, vemos que não fomos criados por Deus com o único propósito de ter uma vida profissional lucrativa. Em 1Pedro 2.9 lemos: “Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz”. Nosso propósito é glorificar a Deus, anunciando a grandeza daquele que nos salvou! Somos escolhidos para esse fim. Quando não vivemos de acordo com o propósito estabelecido por Deus, nenhum diploma, cargo ou salário pode nos dar completa satisfação.

No momento em que decidimos por uma vida que tem como principal objetivo glorificar a Deus, escolhemos e usamos nossa profissão e nosso emprego como meio de fazê-lo, tendo a certeza de encontrar nisso plena satisfação.

Se você acha que você perdeu muito tempo, fracassou no vestibular e seus planos não deram certo, não se desespere. Confie em Deus, solte as rédeas e deixe que Ele assuma o controle, peça direção a Ele, siga adiante e, com certeza, o destino será muito melhor do que você poderia imaginar.



Camilla Rezende Bastos é formada em Letras-Tradução e também pelo Cursos de Liderança e Discipulado(CLD) da Organização Palavra da Vida, onde hoje serve como discipuladora de moças e secretária.

Artigo publicado originalmente em Jovem Crente. Material republicado com autorização.