Ataques de pânico: insights de uma palestra de David Powlison

Faith Baptist Church em Lafayette, Indiana, teve a oportunidade de sediar a conferência anual da National Association of Nouthetic Counselors (NANC) na semana passada. Rob Green resumiu alguns insights sobre os ataques de pânico, compartilhados por David Powlison em um workshop.

Insight n. 1:  A vulnerabilidade e a falta de controle são questões centrais no coração daqueles que vivenciam ataques de pânico.
Isso me ajudou a pensar nos ataques de pânico dentro da categoria de vulnerabilidade. Certamente é verdade que todos nós somos vulneráveis a muitas coisas.  Todavia, o pânico vem quando o nosso senso de vulnerabilidade intensifica-se.
Nunca é suficiente encorajar alguém a simplesmente “juntar todas as suas forças” ou “minimizar o senso de vulnerabilidade”. No entanto, no processo de ajudar aqueles que vivenciam esses ataques debilitantes, queremos que eles entendam como seus ataques têm início a partir de um senso de vulnerabilidade e falta de controle.

Insight n. 2:  Aqueles que têm ataques de pânico necessitam de uma perspectiva mais ampla para processá-los.
É pouco provável que a razão por si só possa tirar alguém de um ataque de pânico. Em algum momento, porém, a pessoa precisa ter a habilidade de focar o quadro maior.  A realidade é que esta vida está cheia de ameaças reais e genuínas. É verdade que tais ameaças podem resultar em algum tipo de dor em nossa vida.  Todavia, a perspectiva mais ampla é que Deus nos disse “Não temam … porque estou com vocês”. Em outras palavras, Deus vem ao encontro das pessoas em seus medos e concede a elas a coragem para agir de maneira agradável a Ele em meio ao medo. Os salmistas mencionam frequentemente ameaças reais e genuínas à sua vida e segurança, mas encontram força e consolo em seu relacionamento com Deus.

Insight n. 3:  Aqueles que vivenciam ataques de pânico precisam ver esses ataques como informativos em lugar de devastadores.
Os ataques de pânico podem ser devastadores. A vida parece entrar em uma espiral fora de controle. A pessoa que está vivendo um ataque parece não ter meio de escape. Ela pode se sentir desesperada e completamente sozinha. Enquanto tais pensamentos persistem, o ataque continua a ser devastador.  Mas o que acontece quando a pessoa aprende a ver o ataque como informativo? E se a investida de um ataque for tida como a luz de alerta do painel de um automóvel?  O que pode acontecer se as pessoas começarem a ver o ataque como um sinal de que seus medos e vulnerabilidade estão encobrindo Deus do quadro?  É provável que se elas puderem processar estes momentos como uma oportunidade de correr para o Senhor, buscar o Seu auxílio e se agarrar às promessas divinas, então se darão conta de que Deus vem ao seu encontro no medo e na vulnerabilidade. A graça e o auxílio de Deus estão presentes e a pessoa pode escapar do caos. O senso de perigo pode não desaparecer, mas em meio a ele há uma confiança de que Deus está presente.

Enquanto eu ouvia Dr. Powlison, algo mais me tocou: eu posso me identificar com as pessoas que têm ataques de pânico. Inicialmente, fui à palestra porque eu queria aprender alguma coisa sobre um assunto no qual eu não tinha experiência pessoal.  No entanto, quando ele terminou de falar, eu já havia lembrado um momento “do tipo pânico” que vivenciei. Eu estava sendo submetido a um exame clínico e o equipamento usado deu-me a impressão de que eu estava prestes a ser confinado e depois esmagado. Comecei a segurar a respiração e meus músculos se enrijeceram. Quanto mais eu ficava tenso, mais eu me afundava em uma espiral de pensamentos de confinamento. Eu não tinha razão nenhuma para temer, pois o exame era completamente seguro. Naquele momento, porém, eu simplesmente não conseguia convencer-me disso. Na verdade, o exame precisou ser interrompido e o médico colocou-me num quarto para relaxar. Não foi relaxante. Naquela experiência, nada foi relaxante. No entanto, tive tempo para orar, pedir a ajuda de Deus em meio ao meu medo e pedir que Ele me fortalecesse para completar o procedimento. Em outras palavras, precisei de uma perspectiva maior. Isso é exatamente o que Deus me deu. Quando o exame recomeçou, senti o medo voltando, mas Deus veio ao meu encontro no medo e foi possível completar o procedimento. Embora o meu ataque tenha sido mínimo perto dos ataques de pânico mais graves que outros vivenciam, ele foi um lembrete de que (1) eu posso me identificar com os aconselhados que lutam nessa área e (2) Deus vem de fato ao nosso encontro no medo e nos dá coragem para viver para Ele em meio a esses medos.

Algumas vezes, os “rótulos” podem intimidar. Eles parecem colocar a situação em uma categoria à parte, com a qual não podemos nos identificar. No entanto, como David Powlison mostrou, é possível nos identificarmos com as pessoas. Podemos guiá-las em amor e bondade, e com grande compaixão porque somos suscetíveis a coisas iguais ou semelhantes às que elas enfrentam. Quero encorajar você a buscar o Senhor, ampliar a sua perspectiva, ver o medo e os problemas da vida como uma oportunidade para identificar lutas, correr para o Senhor e viver de modo agradável a Cristo em meio às suas lutas.

Original em Counseling with Confidence and Compassion
Tradução de Conexão Conselho Bíblico

3 comentários sobre “Ataques de pânico: insights de uma palestra de David Powlison

  1. Deus tem me dado a oportunidade de aconselhar bíblicamente a uma pessoa diagnosticada com síndrome do pânico, agradeço a vocês a divulgação deste artigo, ao seu autor, pois que estou usando com esta pessoa para que ela melhor refleta e viva à maneira bíblica de ser. Grato aos irmãos cooperadores neste ministério. Edson Zenum – Theoterapia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s