Sou um conselheiro. Teologia e exegese?! Isso não é comigo, certo?

horta_post

Certo?! Errado! Você descobrirá a resposta certa ao ver ou ouvir a mensagem O Risco da Superficialidade Teológica, um alerta para a necessidade de um preparo bíblico-teológico profundo e com manutenção constante. Dr. Carlos Osvaldo Pinto não fala aos “profissionais da teologia”, mas a um grupo que certamente inclui aqueles que se dedicam ao ministério de investir em vidas. O estudo no livro de Atos e uma horta cultivada com dedicação conduzem à compreensão de que “o surgimento espontâneo daquilo que é nocivo é muito mais fácil do que o surgimento trabalhado daquilo que é benéfico”. Precisamos de um investimento deliberado no preparo aprofundado nas Escrituras para que possamos viver e transmitir a verdade de Deus com a fidelidade que Ele requer de nós.

Você pode também ler a transcrição da mensagem.

Considere os três indicadores mencionados em O Risco da Superficialidade Teológica, que revelam que o conhecimento bíblico-teológico é fundamental para a sua vida e o seu ministério.
1. Conhecimento superficial nem sempre significa conhecimento correto e útil.
2. Conhecimento superficial gera inadequação na experiência cristã.
3. Conhecimento superficial gera conformidade com aquilo que é contrário ao reino de Deus..

Agora reflita:
Você tem se contentado com o que você já aprendeu sobre as verdades bíblicas, sem se preocupar com o que você já esqueceu e com aquilo que você ainda não aprendeu?

Você já decorou o que você  fala no discipulado e aconselhamento bíblico, e costuma se repetir ad infinitum?

Será que o seu conhecimento é insuficiente para ser plenamente útil em vidas, mas ao mesmo tempo suficiente para ser perigoso?

Com o seu exemplo e ensino, será que você segura os seus discípulos e aconselhados no patamar da mediocridade?

Se você respondeu “sim” a alguma dessas perguntas, então você precisa encontrar com urgência meios para crescer no conhecimento da Palavra e do Deus da Palavra. Frequentar um bom curso de preparo ministerial, seja em um seminário ou na igreja local, é um ótimo começo. Mas não pare naquilo que aprendeu na sala de aula. A oportunidade e o privilégio de praticar e de modelar diante dos seus discípulos a educação continuada – ao longo de toda a vida – é uma necessidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s