Sabedoria e discernimento para a vida diária

Provérbios é identificado como o livro da sabedoria. É um livro extremamente prático, que mostra o que fazer e como fazer em várias áreas da vida. E é extremamente útil no ministério do discipulador e conselheiro bíblico.

Carlos Osvaldo Pinto 

Uma introdução a estudos no livro de Provérbios com aplicação para os nossos dias
Muitas vezes, em meu ministério, tenho sido confrontado por pessoas que acusam a Bíblia de não fazer sentido ou não ter uma aplicação prática em suas vidas. Minha resposta íntima é que tal afirmação mais acusa a quem a faz do que à Bíblia, contra a qual se faz.

Deus, porém, tem pacientemente me ensinado a indicar a tais pessoas um livro especialmente pragmático dentre os sessenta e seis que compõem as Escrituras. Sugiro-lhes, sem medo de errar, que leiam o livro de Provérbios.

Provérbios é um livro de comparações (é isso que a palavra hebraica traduzida por “provérbios” significa). Provérbios olha para situações concretas da vida e estabelece paralelos com realidades teológicas (nosso relacionamento com Deus), psicológicas (nosso autoconhecimento) e sociais (nosso relacionamento com outras pessoas).

Provérbios é um livro universal, cujas verdades transcendem culturas e épocas. É um livro em que o bom senso adquire uma qualidade a mais, a inspiração divina. Provérbios é o bom senso soprado por Deus. Isso não significa que a sabedoria de Provérbios lhe seja exclusiva, pois mesmo nossos muitos milênios de rebeldia contra a sabedoria divina não conseguiram ainda eliminá-la completamente da alma criada à imagem e semelhança de Deus. Assim, você pode encontrar muitas semelhanças entre a sabedoria popular brasileira (ou chinesa, ou esquimó) e aquela exibida em Provérbios. O que as distingue fundamentalmente é o referencial: naquela, o padrão último é o homem, ao passo que nesta, o padrão último e definitivo é de Deus, o Soberano Criador e Juiz de todo o universo.

Provérbios é um livro utilitarista, no qual as pessoas, coisas e atitudes sã julgadas pelos efeitos que provocam. Se os efeitos são consoantes com o caráter de Deus, as causas são declaradas boas; se os efeitos são destrutivos à felicidade do homem e à glória de Deus, as causas são condenáveis.

Provérbios é um livro programado. Com isso quero dizer que o livro declara seus objetivos e o leitor pode, desde o princípio, saber que tipo de pessoas deverá ser se permitir que sua leitura influa em sua vida.

Para iniciar nossa estudo em Provérbios, portanto, é necessário examinarmos o prólogo do livro em certos detalhes. Isso nos dará um bom “trampolim” para nosso “mergulho” bíblico.

Salomão – o patrono dos sábios
Embora o título do livro indique que Salomão é o seu autor, o próprio conteúdo do livro deixa claro que ele é apenas o contribuinte mais importante para a coletânea (22.17; 25.1). Salomão foi, a bem dizer, o sábio por excelência em Israel. Uma ilustração tupiniquim seria dizer que Rui Barbosa é o patrono dos sábios brasileiros.

Séculos depois de Salomão ter vivido, os escribas de Ezequias, impulsionados pelo fervor religioso do rei, compilaram, entre outros escritos, a literatura sapiencial escondida nos empoeirados arquivos reais em Jerusalém. Não é difícil imaginar o entusiasmo dos escribas ao descobrir a segunda coleção (25.1-29.27), acrescentando-a ao livro, que então ganhava formas mais definitivas.

O livro cujo autor principal foi Salomão, e cujos editores se mantiveram anônimos, é um livro de comparações, de lições objetivas que apresentam as duas linhas de ação possíveis ao homem e à comunidade: o modelo infeliz a ser evitado e o modelo feliz a ser imitado.

Destreza moral e discernimento mental
O propósito do livro de Provérbios é simples e breve. Cabe, na verdade, no versículo 2. O propósito deste livro é desenvolver a qualidade de vida por meio da sabedoria, e desenvolver a personalidade por meio do discernimento mental.

O que, todavia, significa “sabedoria” neste livro? Se observarmos as ocorrências da palavra hebraica hokma no Antigo Testamento, descobriremos eu o seu significado básico é o de habilidade, destreza, perícia na realização de alguma coisa. É usada para descrever a perícia de artesãos, marinheiros, tecelões e administradores. Em Provérbios, ela indica perícia no enfrentar as diversas situações da vida de acordo com as normas morais estabelecidas por Deus para o funcionamento ordenado do Seu universo. Quando a vida de um indivíduo não é regida pela sabedoria, torna-se um caos.

E esse discernimento mental, de que se trata? Trata-se da capacidade de tomar decisões moralmente corretas e praticamente vantajosas ao ser confrontado com uma escolha qualquer. É o desenvolvimento de uma sagacidade positiva, de uma “santa esperteza”, que nos permita localizar e diferenciar entre pontes e abismos.

Seja mais prático, Salomão!
É natural que você queira saber para que servem sabedoria e discernimento, e o editor de Provérbios não iria desapontá-lo. Por isso, os versículos 3 a 5 descrevem a expressão da sabedoria, enquanto o versículo 6 define o discernimento mental.

A expressão da sabedoria em Provérbios é uma vida disciplinada. Não se trata de mera informação intelectual, mas da educação da vontade e da natureza moral, da subjugação do orgulho e da predisposição ao erro, e do desenvolvimento de um espírito forte, mas submisso a Deus.

Três palavras caracterizam tal atitude: justiça, juízo e equidade. Estas três palavras indicam uma vida que se conforma aos padrões de Deus, que se mantém fiel ao esperado pela sociedade e que, quando posta em contato com outras, não apresenta arestas e asperezas. O contato com uma pessoa sabia não provoca desvios, quebras ou arranhões morais e emocionais. Não seria maravilhoso podermos dizer isso de nossos contatos na família, no emprego e na igreja?

O discernimento moral é simplesmente a capacidade de discernir as pressuposições, os princípios básicos de vida daquelas pessoas que fazem a cabeça da sociedade através de seus versos, acordes, discursos, quadros ou humor. Eu me perturbo por ver quanto é engolido pelos filhos de Deus, e passa a ser fibra no tecido da vida, sem antes ser avaliado à luz da Palavra de Deus. Um exemplo bem prático é a tristemente bela canção de Toquinho, Aquarela, que muitos crentes cantam inconsequentemente, sem se dar conta do desespero de um futuro sem certeza e de um presente apenas pelo presente. Discernir é preciso…

Sabedoria hoje
O versículo 7 nos afirma que a base, a parte principal da sabedoria, e o temor do Senhor. Esta expressão, muito comum em Provérbios, significa uma obediência reverente a Deus como a suprema autoridade moral num universo moral. Significa assumir a responsabilidade de prestar contas a Ele como o juiz último de nossas ações.

Como, porém, absorver tal atitude em nossa vida hoje? O Novo Testamento nos afirma que em Jesus Cristo estão ocultos todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento (Cl 2.3). Quem, portanto, pelo ministério do Espírito, confessa a Jesus como Salvador pessoal e, progressivamente, submete a Ele a sua vida, experimenta gradativamente a vida disciplinada, equilibrada e alegre descrita em Provérbios. Lutas? É claro que haverá! Momentos em que você vai preferir a explosão ao silêncio, o comodismo à verdade, o lucro à honestidade? É claro que haverá, mas tanto menos comuns quanto maior for sua disposição de confiar em Jesus para o impossível, e submeter a Ele sua vontade para que Ele aja em seu lugar.

Para meditar
Gálatas 5.22-23 nos traz o fruto do Espírito. Que tal você investigar o livro de Provérbios à procura pelo menos de duas passagens para cada um dos nove aspectos do fruto?  A plenitude do Espírito é o equivalente da sabedoria de Provérbios. Quem está cheio do Espírito mostra o fruto do Espírito. Verifique por você mesmo esta afirmação!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s