Quando Deus diz: “Não!”

Robert Smith

Em reuniões de oração, ouvimos agradecimentos a Deus por orações respondidas. É comum que alguém descreva um pedido de oração que Deus respondeu com um “sim”. Deus concedeu aquilo que a pessoa pediu e recebe o devido louvor e gratidão.  Muitas e muitas vezes, oramos e Deus nos dá o que pedimos. Ouvimos esse testemunho repetidas vezes. Na verdade, pela frequência com que isso acontece, fica até fácil pensarmos que um “sim” seja a única maneira de Deus nos responder. É raro ouvirmos mencionar quaisquer outras respostas. Deus recebe o devido louvor e agradecimento por responder “sim” às orações.

Deixe-me, porém, olhar para outro ângulo da questão. Recentemente, colhi uma biópsia para análise de duas lesões escuras que surgiram na minha pele. Sei que aquelas lesões podem bem ser o melanoma tão temido. Em várias ocasiões, em situações semelhantes, ouvi pessoas pedirem em suas orações por um resultado negativo da biópsia. Não se trata de um pedido errado. No entanto, o que acontece quando Deus responde a esse pedido com um “não”? E se a biópsia acusar um melanoma? Agradeço a Deus quando a resposta é “sim”, mas será que sou igualmente grato quando Ele responde com um “não”?

Em 1Tessalonicenses 5.18, aprendemos que a vontade de Deus é que agradeçamos a Ele por tudo, em todas as circunstâncias. Devo, portanto, agradecer a Ele mesmo quando recebo um “não” como resposta. O escritor deste versículo, o apóstolo Paulo, passou por uma situação semelhante. Ele nos conta a esse respeito em 2Coríntios 12. Paulo orou que Deus removesse um espinho na carne, o que muitos identificam como um problema físico. Ele pediu especificamente que aquele problema fosse removido. Deus respondeu com um “não”. A reação de Paulo à resposta negativa de Deus é um exemplo muito útil para nós. “Mas ele me disse: ‘Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza’. Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim. Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte” (2Co 12.9-10). Paulo viu a resposta negativa de Deus como mais benéfica que uma resposta positiva, pois ele confiou que Deus faria aquilo que era o melhor para ele.

Seu filho lhe pede uma barra de chocolate e você responde com um “não” por razões que a criança desconhece. Se seu filho pedir novamente, dizendo que você não respondeu ao seu pedido, você lembrará a ele que já respondeu. É fácil pensarmos que a única resposta aceitável por parte de Deus seja um “sim”. Ele responde a todas as nossas orações, mas nem sempre com um “sim”. Uma das possibilidades é recebermos um “não” em resposta. Quantas vezes, porém, nós O agradecemos por esse tipo de  resposta? Embora seja difícil de entender no momento, Deus está dizendo que Ele tem algo melhor para nós ao dizer “não” do que se nos concedesse aquilo que desejamos. Isto requer que confiemos em Seu controle bondoso e soberano de todos os eventos da nossa vida. Assim, quando Deus responde à sua oração com um “não”, agradeça a Ele porque Ele responde às orações dando aquilo que é melhor para nós.

Original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s