O conselheiro “agradável”

Gostamos de conversar com pessoas agradáveis. Mais ainda, queremos ser pessoas agradáveis, conselheiros agradáveis. No entanto, ser uma pessoa “agradável” não significa necessariamente ser uma pessoa que cultiva um relacionamento vital com Cristo.

Edward Welch levanta um alerta para o conselheiro bíblico: você pode parecer paciente e bondoso, mas verifique se isso se deve a traços pessoais herdados e influenciados pelas circunstâncias, ou à expressão contínua do fruto do Espírito em sua vida. Aqui está uma lista de perguntas que Ed Welch sugere para um exame pessoal do conselheiro.

●  Minha vida privada é coerente com minha vida pública?
●  Costumo orar por aquelas pessoas que abrem seu coração comigo?
●  Eu não me satisfaço a menos que esteja crescendo na fé, esperança e amor?
●  Tenho prazer no crescimento espiritual dos outros?
●  A pessoa e obra de Jesus estão presentes naturalmente em minhas conversas?
●  Estou disposto a levantar questões difíceis como a dureza de coração do aconselhado ou sua cegueira à ira, e levantá-las com humildade e amor?
●  Confesso regularmente meu pecado, o que significa que busco identificar minhas motivações mistas, um coração indiferente e uma simples “agradabilidade” que pode se passar por amor genuíno?

A maioria dos conselheiros cristãos concorda em querer evitar a secularização. Queremos que a nossa fé esteja de forma vital no centro de tudo quanto fazemos. E uma vez que a maioria dos conselheiros são pessoas agradáveis, podemos concordar com o fato de que a melhor coisa a fazer é consultar com frequência esta lista de perguntas.

Extraído de: “Nice” counselors and vital faith

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s